sexta-feira, 11 de maio de 2012

O PECADO SEM POSSIBILIDADE DE PERDÃO

Certa vez estava conversando com um amigo, pessoa que teve sua vida totalmente transformada depois que aceitou Jesus. Antes disso ele era da “pá virada” e fez de tudo um pouco. E esse meu amigo me confessou que tinha muito medo de ter cometido algum pecado grave demais, para o qual não haveria perdão. Será que ele tinha razão em ter esse tipo de medo? 

À primeira vista não haveria razão para isso, pois através do sangue derramado por Jesus, nossos pecados são perdoados (1João capítulo 2, versículos 1 e 2; Colossenses capítulo 2, versículos 13 e 14). Mas, talvez você não saiba que há uma limitação, pois existe um pecado para o qual não há perdão, conforme o próprio Jesus nos alertou (Marcos capítulo 3, versículos 28 e 29):
"...tudo será perdoado aos filhos dos homens: os pecados e as blasfêmias que proferirem. Mas aquele que blasfemar contra o Espírito Santo não tem perdão para sempre, visto que é réu de pecado eterno."   

Deus perdoa todo e qualquer pecado, independentemente da sua gravidade, mas a blasfêmia contra o Espírito Santo não tem perdão, em nenhuma hipótese. E isso não deixa de ser assustador.

Explicando o pecado sem perdão
Blasfemar significa falar injuriosamente sobre alguém. É importante observar desde logo, que há uma diferença entre a blasfêmia contra o Espírito santo e a contra Deus Pai ou Filho. Afinal, a Bíblia relata vários casos em que esse segundo tipo de blasfêmia aconteceu e o pecador foi perdoado (por exemplo, Mateus capítulo 12, versículos 24 a 29). A blasfêmia contra o Espírito Santo é um pecado diferenciado, no seu aspecto negativo. 


Ao longo da história, houve várias tentativas de esclarecer que tipo de pecado era esse, o que gerou diferentes interpretações. Uma primeira interpretação diz que esse pecado se refere a rejeição do povo judeu à Jesus como Messias. Os que defendem essa linha de pensamento alegam que como Jesus já voltou para junto do Pai, não haveria mais como cometer esse pecado. Mas é importante observar que, no alerta dado por Jesus, Ele usou as palavras “aquele que blasfemar”, ou seja não há uma restrição a um tipo de pessoa específico.  

Uma segunda possibilidade é que esse pecado ocorra quando alguém atribua conscientemente uma ação inspirada pelo Espírito Santo a Satanás e seus demônios. Por outro lado, a própria Bíblia nos diz para testar o que está por trás de qualquer manifestação espiritual (1 João capítulo 4, versículo 1) e alerta para nos acautelarmos contra falsos profetas, vestidos em pele de cordeiro (Mateus capítulo 7, versículo 15).


Parace absurdo, então, pensar que, se durante esse teste, a pessoa fizer uma confusão, por falta de discernimento espiritual, ela estaria sujeita a incorrer num pecado sem perdão. Certamente essa também não é a resposta correta.

Uma outra possibilidade é que esse pecado se refira à falta de fé em Jesus. E a menção ao Espírito Santo deve-se ao fato de que cabe a Ele nos convencer do pecado e da justiça divina (João capítulo 16, versículos 7 a 11). Isso porque, se as pessoas não aceitaram Jesus é porque rejeitaram a ação do Espírito na vida delas. Mas denominar essa descrença de  blasfêmia é um exagero e essa explicação também não parece adequada.

Finalmente, há ainda a possibilidade de que a pessoa não apenas resista à ação do Espírito Santo, mas acabe se voltando contra Ele, exigindo ser "deixada em paz". E às vezes isso é feito com ódio e revolta -
eu já vi isso acontecer e a pessoa chegou a desafiar Deus a fulminá-la

O resultado é que o Espírito Santo desiste de tentar convencer essa pessoa a mudar e a deixa à sua própria sorte, como ela mesmo pediu. E sem a ação do Espírito Santo, nunca essa pessoa vai ter consciência dos seus pecados e aceitar Jesus e, portanto, não será perdoada por Deus.

Conclusão
Se uma pessoa aceitou Jesus no seu coração, ela não mais poderá cometer o pecado sem perdão. E também certamente não o cometeu antes, pois então o Espírito Santo não teria atuado na vida dela. Assim, meu amigo não deveria ter ficado com medo, apesar do seu passado complicado . 


E é um verdadeiro paradoxo que quando uma pessoa chega a ficar preocupada em ter blasfemado contra o Espírito Santo, essa mesma preocupação, por si só, comprova que certamente ela não tem esse pecado pesando contra si. Que alívio, não?

Com carinho
Vinicius

3 comentários:

  1. Olá, Me sinto até envergonhada de perguntar isso... Mas estou procurando entender tudo o que me for possivel desde o inicio de todas as coisas. Vinicius por favor, me fale uim pouco mas sobre o Espirito Santo! "DEUS'' Pai e nosso "SENHOR JESUS CRISTO" se tornaram um só após a ressureição de "CRISTO''?! certo? Sendo assim as vezes durante os cultos por exemplo os pastores nos dizem Sintam a presença do Espirito Santo em nosso meio! O espirito santo Também é o Espirito de "JESUS e "DEUS" juntos. ao nosso redor. Obg. desculpe se ficou meio ruim de ser entendido. aguardo retorno. Camila

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe a falta de acentos e pontuacao, pois estou sem acesso a computador.

      Nao tenha vergonhas de ter duvidas, pois isso eh parte do crescimento na fe.

      Nosso Deus eh composto por tres pessoas, que tem a mesma natureza e unicidade de propositos. Refiro-me ao Pai, Filho (Jesus Cristo) e o Espirito Santo. Cada um tem sua missao. Por exemplo, o Pai eh o Criador, o Filho o Salvador e o Espirito Santo o Consolador.

      Vc pode orar em nome de qualquer um deles, pois eles sao tres mas tambem um. Por isso nos referimos a eles como a Santissima Trindade. Agora, como isso eh possivel nos nao sabemos. Trata-se de um misterio para nos.

      Excluir
    2. Olá! Vinicius; A paz do ''SENHOR''... muito obrigada por responder as minhas duvidas. Fico agradecida, continuarei estudando e aprendendo com você aqui no blog

      Excluir