sexta-feira, 18 de outubro de 2013

QUEM ESTÁ DENTRO E QUEM ESTÁ FORA

Há um ponto comum nas histórias de as pessoas cuja história está contada na Bíblia, que pode ser resumido numa única pergunta: ao final da sua trajetória na vida, aquela pessoa se viu incluída ou excluída do povo de Deus? E entendo povo de Deus aqui como Israel (no Velho Testamento) e igreja cristã (no Novo). 

Há pessoas que nasceram pertencendo a esse povo, mas acabaram fora dele por conta das suas atitudes. Já outras, começaram fora e acabaram incluídas nele. Aqui vão alguns exemplos de pessoas que fizeram essas trajetórias diferentes para ajudar na sua e na minha reflexão a respeito das nossas próprias vidas:

Quem saiu 
(1) Esaú
Era o irmão gêmeo mais velho de Jacó. Não foi o escolhido por Deus para dar continuidade à linhagem da Promessa de Deus a Abraão, papel que coube a Jacó. Mas, apesar de não ser o líder do processo, poderia ter continuado como parte do povo de Deus - acabou sendo o Patriarca dos edomitas, que foi um povo rival de Israel. 

Seu principal problema é que nunca deu muita importância à herança espiritual que vinha dentro de sua família, desde Abraão. Isso ficou claro quando vendeu seu direito de primogenitura para Jacó, em troca de um simples prato de cozido de lentilhas (Gênesis capítulo 25, versículos 27 a 34). 

(2) Acã
O povo de Israel estava conduzindo uma guerra contra vários reinos pagãos que habitavam a Palestina. Aquela terra tinha sido prometida por Deus a Israel, mas foi necessário lutar pela sua posse. 

Antes da batalha pela cidade de Jericó, Deus orientou que ninguém pegasse qualquer despojo de guerra ali. Acã descumpriu aquela ordenança a guardou alguns objetos valiosos. Por causa daquele pecado, Deus retirou seu apoio a Israel e esse povo foi derrotado na batalha seguinte - é preciso não esquecer que Deus tratava com Israel de forma coletiva, logo o pecado de uma pessoa gerava consequência sobre as demais. 

Preocupado com o que estava acontecendo, Josué, o líder de Israel, pediu a Deus que identificasse o desobediente, que acabou sendo punido (apedrejado até a morte) e sua memória foi eliminada do povo de Israel para sempre (Josué capítulo 7).

(3) Ananias e Safira (veja mais)
Esse casal era membro da comunidade cristã que se reunia em Jerusalém sob liderança direta dos apóstólos. Aquela igreja seguia a prática de ter todos os bens materiais em comum. 

Em dado momento, Ananias e Safira venderam uma propriedade e resolveram passar para os líderes da igreja apenas parte do valor recebido, embora tivessem dito para os apóstolos que tinham dado tudo para a igreja. Ora, ninguém era obrigado a compartilhar seus bens, mas foi um pecado sério tentar enganar os apóstolos.

Isso aconteceu porque o casal quis manter a imagem de bons cristãos e, ao mesmo tempo, contar com a segurança que parte do dinheiro lhes garantiria. Foram hipócritas. O apóstolo Pedro os advertiu que tinham tentado mentir para o Espírito Santo e sua punição seria pesada - acabaram mortos (Atos dos Apóstolos capítulo 5, versículos 1 a 11).  

(4) Judas Iscariotes
Foi o apóstolo que traiu Jesus, vendendo-o para os líderes religiosos judeus por trinta moedas de prata. Quando percebeu a gravidade do que tinha feito, suicidou-se, pois não confiou que poderia ser perdoado (Mateus capítulo 27, versículos 1 a 10). A Bíblia chama Judas de "Filho da Perdição" caracterizando bem o seu destino.

Alguns que entraram
(1) Raabe
Era uma prostituta em Jericó, a primeira cidade que foi conquistada pelo povo de Israel na Palestina. Ela recebeu os espiões que Josué tinha mandado para ver o que ocorria na cidade e protegeu-os, porque percebeu que o Deus de Israel era o verdadeiro Deus. Por causa da sua atitude, foi salva, quando Jericó caiu, e acabou sendo assimilada por Israel (Josué capítulo 6, versículos 22 a 27), terminando por entrar na linhagem de Jesus Cristo.

(2) Rute
Era nora de uma mulher israelita, chamada Noemi, mas ela mesmo vinha de outro povo (Moabe). Seu marido, assim como os demais homens da família de Noemi, morreram, deixando as mulheres totalmente desamparadas - naquela época elas dependiam totalmente das figuras masculinas para sobreviver. 

Noemi resolveu voltar para Israel e passar a viver da caridade pública. Rute resolveu ficar fiel a sua sogra e a frase que disse naquela oportunidade - "o teu povo é o meu povo, o teu Deus, o meu Deus" - caracteriza bem a importância da escolha que fez (Rute capítulo 1). Acabou casando-se com um parente de Noemi, Boaz, e foi a avó do rei Davi, entrando na linhagem de Jesus Cristo.

(3) Zaqueu
Era o chefe dos coletores de impostos de Jericó. Esse tipo de função era desempenhado por judeus que adquiriam dos romanos o direito de explorarem seus próprios irmãos, extraindo deles valores de impostos escorchantes. Por isso eram detestados, sendo considerados pecadores e traidores - quem assumia essa função era excluído do povo de Deus.

Certo dia, Jesus ia passando por Jericó e, como Zaqueu era baixinho, subiu numa árvore para poder ver melhor. Jesus, notando sua presença, parou e disse que queria visitá-lo, o que era uma grande honra para um homem tão desprezado como ele. E assim o Mestre jantou com Zaqueu e sua família. 

Impressionado com os ensinamentos de Jesus, o coletor de impostos se converteu, prometeu restituir tudo o que tinha roubado de seus irmãos judeus e mudar de vida. Jesus respondeu que tinha havido salvação naquela casa (Lucas capítulo 19, versículos 1 a 10). Zaqueu saiu do povo de Deus, por seus pecados, mas foi recebido de volta, por conta do seu arrependimento e conversão.

Palavras finais 
Dar pouca importância à relação com Deus, desobediência, hipocrisia e traição são pecados que excluem as pessoas do povo de Deus. Fé em Deus, fidelidade e arrependimento são atitudes que incluem as pessoas nesse povo, mesmo que o tenham deixado antes. 

Onde você acha que está hoje em dia? Dentro ou fora?

Com carinho 

Nenhum comentário:

Postar um comentário