sábado, 8 de março de 2014

JESUS NASCEU "ANTES DE CRISTO"

O cristianismo (assim como o judaismo) é uma religião inserida na história. Jesus, Moisés, Davi e Paulo, dentre outras pessoas citadas na Bíblia, todos viveram realmente neste mundo. 

Assim, os fatos citados na Bíblia ocorreram de verdade e é por isso que o cristianismo tem inspirado tantos estudos históricos, feitos tanto por aqueles que querem confirmar o relato bíblico, como por aqueles que querem encontrar erros nele. 

Agora, uma informação crucial em qualquer estudo histórico é a cronologia dos fatos: a ordem em que eles aconteceram, sua duração e o momento da história em que devem ser situados.

Esse último aspecto - o momento da história em que o fato relatado na Bíblia de fato aconteceu - é particularmente importante. Primeiro, porque tendo essa informação, é possível procurar registros arqueológicos que confirmem (ou não) o relato bíblico - boa parte dos estudos arqueológicos é feita exatamente com esse objetivo. 

Outra razão importante para saber quando determinado fato aconteceu é estabelecer o ambiente cultural, econômico e político da sua época, o que é de grande ajuda num estudo histórico. Por exemplo, se conheço o ano em que Jesus foi crucificado, posso incluir na análise das razões que levaram à sua crucificação os problemas políticos que a liderança dos judeus enfrentava em relação aos dominadores romanos. 

Assim, estabelecer a cronologia absoluta - os anos corretos em que os fatos aconteceram - do relato da Bíblia sempre foi considerado um esforço plenamente justificado. 

O problema com a cronologia
Não é muito dificil definir a ordem relativa dos fatos - quais fatos vieram antes ou depois - e a duração de cada um deles. Os próprios relatos bíblicos fornecem muitas dicas nesse sentido. Agora, estabelecer a cronologia absoluta dos fatos - por exemplo, dizer com certeza em que ano Jesus nasceu ou foi crucificado - é bem mais difícil.

É claro que há dicas no texto bíblico que ajudam, mas normalmente elas não são conclusivas. Por exemplo, sabemos que Jesus foi morto quando Poncio Pilatos era governador (prefeito) da Judeia. Procurando nos registros históricos do imperio romano, é fácil estabelecer os anos em que Pilatos começou e terminou seu governo naquela região. Outras dicas permitem eliminar alguns anos desse período e reduzir a busca a, digamos, uma janela de 4 anos. Mas faltam informações suficientes para definir o ano exato. Sabemos a cronologia absoluta com certa aproximação, mas não com precisão completa.

E assim é com a maioria dos fatos relatados na Bíblia. Em muitos desses casos a variação existente é de alguns poucos anos, para lá ou para cá, como acontece com o ano do nascimento de Jesus, da sua crucificação ou da inauguração do Templo de Jerusalém. Já em outros, como o ano da saída de Israel do Egito, a variação existente é de cerca de 200 anos.

Antes e Depois de Cristo
Tempos atrás, um monge teve uma ideia brilhante. Entendendo que o nascimento de Jesus foi o acontecimento histórico mais importante, propôs que a história fosse dividida em duas fases: Antes do Nascimento de Cristo (AC) e Depois do Nascimento de Cristo (DC). O ano 1 DC começaria no janeiro seguinte ao ano em que Jesus nasceu.

Essa proposta foi aceita e os estudos de história passaram a ser feitos com base nesse critério. E a contagem de tempo passou a ser feita de forma crescente para o período Depois de Cristo e decrescente para o período Antes de Cristo - assim, quanto menor o número indicativo do ano, mais próximo da data do nascimento de Jesus esse ano estaria. 

Agora, o tal monge tinha um problema para implantar seu sistema de contagem dos anos: precisava estabelecer a cronologia absoluta - o ano exato - em que Jesus nasceu, amarrando-o aos demais fatos da história que eram conhecidos. Fez uma série de estudos e chegou à conclusão que o nascimento tinha ocorrido em determinado ano.

Ele fez um bom trabalho, considerando as informações que tinha. Mas cometeu um erro, pequeno (uns poucos anos) é verdade, mas ainda assim um erro que tem significado. E é facil comprovar esse erro.

A Bíblia conta que, quando Jesus nasceu, o rei Herodes estava vivo - foi ele que mandou matar os recém-nascidos judeus para eliminar o Messias junto com eles. Herodes morreu no ano 4 AC. Portanto, Jesus necessariamente nasceu antes desse ano!

Outra passagem da Bíblia dá uma dica adicional. Em Mateus capítulo 2, versículos 19 a 23, é dito que a família de Jesus, que tinha fugido para o Egito, voltou para a Palestina, depois da morte de Herodes, porque o perigo tinha passado. Isso significa que Jesus nasceu algum tempo antes do ano 4 AC. Em conclusão, Jesus deve ter nascido entre os anos 5 e 7 AC

É até engraçado dizer isso, mas Jesus nasceu "Antes de Cristo".

Com carinho 

Nenhum comentário:

Postar um comentário