quinta-feira, 15 de maio de 2014

O PODER DO BOM EXEMPLO

Recentemente escrevi falando sobre a obrigação dos pais de educarem os filhos dentro da religião cristã (veja mais). Mostrei que essa obrigação somente pode ser cumprida a longo prazo, com muito esforço, pois não é simples ensinar alguém a viver o cristianismo na prática.

Comentei também que esse processo de educação requer dos pais algo mais: dar bom exemplo para os filhos. 

O custo da hipocrisia
Já comentei aqui no blog (veja maisque Jesus exerceu duas profissões: carpinteiro e rabino. Como rabino, Jesus tinha discípulos que viviam com Ele dia e noite. Isso porque os judeus acreditavam que um rabino precisava ensinar principalmente pelo seu próprio exemplo de vida. 

Tal como os rabinos, os pais também devem dar exemplo de vida para seus discípulos, seus filhos. E não há como fugir da realidade que os filhos olham para seus pais em busca de dicas sobre como viver suas vidas. 

Se os pais tentarem fazer com que os filhos sigam caminhos por onde eles mesmos não andam, essa hipocrisia lhes será cobrada pelos próprios filhos, especialmente a partir da pré-adolescência – já vi isso acontecer diversas vezes.

Não estou aqui dizendo que os pais precisam ser pessoas perfeitas, sem qualquer pecado, pois ninguém estaria à altura desse requisito. Certamente os pais vão pecar e, quando fizerem isso e os filhos perceberem, os pais devem ser sinceros, pedir desculpas e falar das suas fraquezas. Sem hipocrisia. 

As consequência do que os pais fazem
A boa educação religiosa não garante que os filhos vão se manter no caminho certo, pois eles também têm livre arbítrio, farão suas próprias escolhas e poderão errar. Mas a experiência mostra que uma boa educação religiosa é uma excelente forma de proteção. 

Mas há um fator de proteção ainda maior que pode decorrer do bom exemplo dado pelos pais. Deus prometeu que, se os pais andassem nos caminhos d´Ele, sua descendência seria abençoada (Êxodo capítulo 20, versículo 6): "...faço misericórdia até mil gerações daqueles que me amam e guardam meus mandamentos."

As boas ações dos pais geram bençãos que duram por várias gerações. Isto porque famílias bem estruturadas prosperam sob todos os aspectos: materiais, emocionais e espirituais. 

Essa é outra forma que os pais têm para proteger seus filhos. 

Com carinho  

Nenhum comentário:

Postar um comentário