sexta-feira, 20 de junho de 2014

CUIDADOS NECESSÁRIOS PARA ESTUDAR A BÍBLIA

A Bíblia é um livro espiritual - é a Palavra de Deus. Portanto, seu estudo não deve ser feito como o de outro livro qualquer. É preciso ter consciência da importância do que vai ser feito. 

E aqui vão alguns conselhos para ajudar você a estudar a Bíblia da forma correta:
  • Sempre ore antes de começar a ler - peça ao Espírito Santo para iluminar seu estudo. A Bíblia é inspirada pelo Espírito Santo e também é sua a tarefa de ajudar (iluminar) as pessoas a entenderem as verdades nela contidas.
  • Nunca leia a Bíblia sem dar ao texto sua atenção completa. Reflita sobre cada frase que ler. Não se apresse. É como uma refeição especial: não se deve comer depressa, simplesmente para matar a fome, e sim "saborear" cada garfada.
  • Sempre procure entender o contexto do ensinamento sendo passado. Isso significa saber quem está dizendo o quê, quais são as circunstâncias que as pessoas enfrentavam naquele momento, qual a história pregressa delas, etc. Normalmente envolve ler alguns parágrafos que precedem o texto que está sendo estudado e alguns parágrafos depois. Algumas Bíblias trazem comentários que podem ajudar muito.
  • Conheça a chave de interpretação da Bíblia: Jesus. Não importa se você está lendo o Velho ou o Novo Testamento, a situação é a mesma: procure sempre por Jesus. É claro que no Novo Testamento a presença d`Ele fica mais clara, pois boa parte do que está sendo contado tem a ver diretamente com sua vida. Mas Jesus também é a figura central do Velho Testamento, embora ali não seja chamado pelo seu nome e sim pelo seu título "Messias" ("Ungido").
  • Nunca fique desanimado(a) se não entender alguma coisa. A Bíblia tem muito material relacionado com uma cultura antiga, bem diferente da nossa. Também há nela conceitos teológicos que às vezes são difíceis de entender - por exemplo, Jesus Cristo é o "Verbo Divino (João capítulo 1). Se você não entender o texto, pesquise os comentários eventualmente existentes na sua Bíblia ou em outros livros ao qual tenha acesso. E peça ajuda a quem souber mais (seu pastor ou professor da Escola Bíblia). 

Um exemplo
Vejamos um exemplo de como aplicar esses conselhos na prática. Leia o texto de Êxodo capítulo 12, onde é relatado o que se passou na noite anterior à saída dos israelitas da escravidão no Egito. Moisés orientou o povo que ficasse em casa naquela noite, matasse um cordeiro por família e passasse seu sangue nas ombreiras da porta da casa. A família também deveria comer a carne daquele cordeiro com pão sem fermento e ervas amargas.

Vamos ao contexto. Os israelitas estavam há mais de 400 anos em escravidão no Egito e Moisés foi mandado por Deus para tirar o povo de lá e levá-lo à Terra Prometida (Palestina). Como o faraó resistiu à ideia de perder seus preciosos escravos (sua mão de obra barata), foi preciso que Deus o forçasse, enviando dez pragas que tornaram a vida dos egípcios um inferno.

A última das dez pragas foi a morte de todos os primogênitos do povo egípcio. Daí veio a necessidade de pintar as portas das casas dos israelitas com sangue de cordeiro: a marcação indicou ao Anjo da Morte para passar longe daquela casa e não tocar em ninguém ali.

Falta ainda encontrar Jesus, que é a chave de interpretação da Bíblia. Logo é preciso procurá-lo. Comece perguntando: o que Jesus trouxe para a humanidade? A resposta é simples para a qualquer cristão: seu sacrifício, que abriu as portas da salvação. 

Ora, sacrifício significa sangue. Onde apareceu sangue na noite em questão? Na porta da casa dos israelitas. E de onde veio o sangue? De um cordeiro. 

Com essas respostas, não será difícil chegar à conclusão correta. Em outras palavras, se você fizer as perguntas que levam até Jesus, vai encontrar as respostas no texto que estiver estudando.

O cordeiro, cujo sangue marcava a porta da casa representou Jesus Cristo - essa é uma das razões pelas quais Ele é conhecido como o Cordeiro de Deus. O sangue de um cordeiro salvou os moradores de cada casa israelita, da mesma forma que o sangue de Jesus na cruz salva cada ser humano que acredita n´Ele. 

Portanto, há naquele evento fundamental da história de Israel uma simbologia que aponta para Jesus e seu sacrifício na cruz. E não foi por acaso que Jesus morreu exatamente num feriado de Páscoa, festa religiosa que comemora a noite em que os primogênitos dos egípcios morreram. 

Palavras finais
Invista seu tempo em estudar e entender a Bíblia. Certamente vai haver alguma dificuldade no começo, mas você vai acabar se acostumando, como acontece com a maioria das tarefas de alguma complexidade que você já enfrentou (ou irá ainda enfrentar) em sua vida.

A diferença em relação às outras tarefas é que a Bíblia vai mudar sua vida. Posso garantir isso.

Com carinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário