quarta-feira, 4 de junho de 2014

UM GRANDE ATO DE AMOR

"Indo por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura"    Marcos capítulo 16, versículo 15

A chamada “grande comissão” é o mandamento dado por Jesus para que os cristãos falem sobre o Evangelho para quem vierem a encontrar ao longo do seu caminho. Trata-se de um dos mandamentos mais importantes da Bíblia.

Mas o fato é que poucos cristãos se empenham de fato em cumprir esse mandamento. E o pior é que ficam encontrando desculpas para si mesmos para o que deixam de fazer. Vejamos as desculpas mais comuns: 
  • Preciso me preservar:                                                  A pessoa teme que sua imagem na sociedade sofra e ela venha a ser taxada, por aqueles que não gostam do cristianismo, de intolerante, fanática, inconveniente, etc.                                                                             Certa vez, durante uma aula de Escola Bíblica, um membro da minha igreja declarou que, ao invés de falar do Evangelho, preferia atrair as pessoas para Jesus pelo seu exemplo. Ora, como todos somos imperfeitos, esse é o caminho mais fácil para não levar ninguém para Jesus.                                                       A Bíblia manda que os cristãos falem sobre o Evangelho, não que tentem convencer pelo seu exemplo, embora é claro que seu exemplo é importante. Mas não são eles a referencia e sim Jesus Cristo. 
  • Falta de conhecimento:                                         Outra desculpa frequente é a falta de conhecimento da Bíblia para dizer o que é necessário durante a evangelização e rebater os argumentos contrários. À primeira vista essa postura parece razoável, mas não quando se repete ano após ano. Se essa situação nunca muda é porque falta interesse à pessoa para evangelizar. Simples assim.
  • Falta de oportunidade                                          Alguns pensam que seu trabalho não é lugar para falar sobre Jesus. Outros que a sua faculdade também não. Outros ainda defendem-se dizendo que quando estão com seus amigos não querem parecer chatos, ao ficar falando de Jesus. E assim por diante. Para esses cristãos a oportunidade para falar sobre Jesus parece não surgir nunca.                                                       Mas sei, por experiência própria, que quando a pessoa se coloca verdadeiramente à disposição de Jesus, as oportunidades de falar do Evangelho aparecem. Às vezes entro num táxi e começo a falar sobre futebol e, quando me dou conta, o assunto já é Jesus Cristo e meu interlocutor está me fazendo perguntas. É como se houvesse uma força invisível que puxa para esse lado.                                                  
A evangelização como ato de amor
Penso que a evangelização deve ser vista da seguinte forma: imagine que você recebeu uma coisa muito preciosa, que mudou sua vida e lhe deu segurança quanto ao seu futuro. Se você pudesse dividir essa coisa maravilhosa com quem ama, embora isso viesse a lhe custar algum esforço, você faria isso? É claro que sim. 

Essa coisa preciosa é a presença de Jesus na sua vida. E dividir isso com os outros é um ato de amor. Certamente há pessoas na sua família, entre seus amigos, enfim no meio daqueles de quem você verdadeiramente gosta, que ainda não aceitaram Jesus. E é aí que você pode fazer a diferença. 

Portanto, se mesmo entre essas pessoas você não consegue falar do Evangelho, pergunte a você mesmo(a) qual é a razão real. Será que não está faltando em você a convicção que a presença de Jesus é um bem tão precioso que precisa ser compartilhado com quem se ama? 

Com carinho 

Nenhum comentário:

Postar um comentário