segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

O QUE É TOMAR O NOME DE DEUS EM VÃO?

Parte de uma série sobre os Dez Mandamentos

Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão, porque o Senhor não terá por inocente o que tomar o seu nome em vão”                                                 Êxodo capítulo 20, versículo 7
Os nomes das pessoas e das coisas são muito importantes. Tanto é assim que o grande escritor William Shakespeare chegou a escrever em uma das suas  peças: se a rosa tivesse outro nome, não cheiraria tão doce”. 

Nomes são tão importantes que reagimos mal quando nosso nome é escrito ou pronunciado errado. E nomes ou apelidos (uma outra forma de nome) ridículos podem causar complexos nas pessoas.

Nos tempos bíblicos, os nomes eram ainda mais importantes pois, na cultura daquela época, eles caracterizavam a personalidade das pessoas - hoje em dia os nomes são escolhidos essencialmente por razões estéticas ou de marketing. Alguns exemplos demonstram bem a importância dos nomes nos tempos bíblicos: 
  • Jacó mudou de nome - para Israel = “aquele que luta com Deus” - depois do episódio da sua luta com o anjo (Gênesis capítulo 32, versículos 22 a 30).
  • Quando Moisés se encontrou com Deus pela primeira vez, no monte Sinai, perguntou qual era o nome d´Ele. Afinal conhecer esse nome, que ninguém até então sabia, iria demonstrar ao povo de Israel que Moisés tinha intimidade com Deus.
  • Outros personagens bíblicos importantes também mudaram de nome (por exemplo, Abrão virou Abraão) ou passaram a ser conhecidos por apelidos  (por exemplo, Simão virou Pedro), à medida que evoluíram na sua vida espiritual.
E é por causa da importância do nome que os cristãos devem ser batizados, segundo ensina a Bíblia, "em nome" do Pai, Filho e Espírito Santo. Pela mesma razão, os cristãos concluem suas orações "em nome" de Jesus. E repreendem os demônios também usando esse nome.

Dar nome a alguém ou a alguma coisa significa que quem nomeia tem poder espiritual sobre quem é nomeado. Por isso são os pais que costumam dar o nome dos filhos – essa prática sempre existiu em todas as culturas. Foi por causa disso que Deus pediu a Adão que nomeasse os animais (Gênesis capítulo 2, versículos 19 e 20).

Agora, como ninguém pode compreender totalmente a natureza de Deus e/ou ter poder sobre Ele, ninguém poderia nomeá-lo. Por isso Ele mesmo disse a Moisés como deveria ser chamado: “Eu sou o que sou”, ou ainda segundo algumas traduções “Eu serei o que sempre tenho sido” (Êxodo capítulo 3, versículos 13 a 15). 

É importante perceber que o mandamento de não tomar o nome de Deus em vão segue imediatamente o mandamento de não fazer imagens ou figuras d´Ele, pois uma coisa é, de certa forma, continuação da outra. 

O mandamento contra o uso indevido do nome de Deus ensina que as pessoas não podem tomar algo que é sagrado e empregá-lo de forma indevida (em vão). Assim as pessoas não podem usar esse nome em interjeições (algo que fazem com frequência), adivinhações, piadas e, sobretudo, nem em promessas vãs ou maldições. Fazer isso seria desrespeitar sua majestade e santidade.

É exatamente por causa desse mandamento que os judeus nunca se referem a Deus pelo seu nome. Quando se referem a Ele usam, de forma alternativa, as palavras "Senhor" ou "Eterno". E a mesma abordagem pode ser encontrada em muitas traduções da Bíblia: quando aparece "SENHOR" (Adonai, no hebraico) é porque no texto original consta o nome de Deus.

Acho que há ainda uma dúvida a ser esclarecida: é errado jurar em nome de Deus, no caso de uma assunto sério? É sim, muito errado. Mas é interessante perceber que a proibição não vem do terceiro mandamento e sim de uma ordenança específica, proibindo esse tipo de prática, dada pelo próprio Jesus (Mateus, capítulo 5 versículos  33 a 37).

Concluindo, as razões para o terceiro mandamento são simples de explicar e entender, como também é relativamente fácil cumprir o que é pedido por Deus nesse caso. Por isso é surpreendente perceber tratar-se de um dos mandamentos mais violados pelas pessoas. E isso acontece por pura falta de cuidado. Nesse particular, os cristãos têm muito que aprender com os judeus.

Com carinho

29 comentários:

  1. não concordo com voce. ois a biblia é bem clara. Eça diz inumeras vezes para pronunciarmos e santificarmos o nome de Deus! Então pq a versão original da biblia teria mais de 7000 veze so nome de Deus em suas escritas originais!!
    Não tenho religião, so leio a biblia e não vejo logica no seu comentario, não sei pq as pessoas querem esconder o nome divino? por que amigo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ola sou regiane e tenho 13 entao vai minha resposta para vc: tomar o nome do senhor em vão nao ficar repentino mais tomar o nome santo do Senhor e fazer uma falsa promessa usando o seu nome santo também e pronuncia-lo de modo hipócrita ou leviano ou amaldiçoar ou blasfemar envolvendo este santo nome tambem quando vc se machucar colocar a culpa no senhor

      Excluir
    2. Fernando Baran, leia o texto novamente, acho que tu não entendeu. Santificarmos o nome de Deus é uma coisa, usa-lo em vão é outra!

      Excluir
  2. Vou tentar esclarecer melhor o que quis dizer.

    O mandamento não se refere a esconder o nome de Deus. Eu não afirmei isso em lugar nenhum. É claro que há gente que pensa assim, como os judeus, tanto que substituem o nome D´Ele por Senhor (Adonai). Mas os judeus fazem isso como uma “lei de cerca”. Ou seja, para não correr o risco de pecar, eles nunca pronunciam o nome de Deus, mesmo quando seria aceitável fazer isso.

    Mas eu não defendo essa tese. O que disse no meu texto foi:

    Mas se não podemos nomear [ dar um nome a ] Deus, muito menos podemos tomar algo que é sagrado - o nome de Deus - para uso indevido (em vão). Ou seja, não se pode usá-lo em interjeições (algo que é muito comum), em adivinhações, em piadas, em promessas vãs e em maldições. Não podemos associar o nome de Deus a situações desse tipo, pois isso é um desrespeito para com Ele.

    Em outras palavras, o nome de Deus pode ser usado normalmente numa pregação, num momento de louvor, etc. Minha igreja faz isso regularmente. O que não se pode é usar esse nome de forma indevida e sem a necessária reverência. Esse é o cerne do mandamento.

    Espero ter esclarecido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo ... Pois as pessoas sabem q é um dos mandamentos e não os praticam

      Excluir
  3. gostei dessa orientação. q deus abençoe voce irmão- antonio barreto

    ResponderExcluir
  4. Se nossa mente ou boca cantar músicas cristãs que contenham o nome do Senhor, porém despercebidamente, cantar sem prestar atenção no que está cantando, é tomar o nome do Senhor em vão?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luz
      Sua pergunta foi muito boa. Acredito que você está certa. Louvar sem cuidado é violação do terceiro mandamento. Quem estiver num estado de espírito desatento ao louvor, é muito melhor ficar calado, do que ficar repetindo palavras vazias.

      Excluir
  5. Muito importante esse mandamento para a nossa vida com DEUS!!!!

    ResponderExcluir
  6. Não tomar no nome do Senhor em vão não é não repeti-lo respeitosamente em uma oração, ou quando está falando sobre coisas sagradas, ou quando está se cantando um hino sacro. É quando falamos os nomes ou títulos que se referem à Deidade sem pensar no que está sendo dito ou de forma profana.

    Por exemplo, vivemos numa sociedade em que é muito comum saudações tipo: "Estou bem, graças a D." ou "Vai com D.". Ou, pior, quando a pessoa deixa cair algo no chão ou tropeça, fala cheia de raiva ou indignação: "Meu D. que droga!"

    O Senhor fica muito ofendido quando usamos qualquer título: Deus, Senhor, Jesus, Cristo, etc. com desrespeito. Esses nomes e títulos são muito sagrados. Não é um desenho de como deve ser o Senhor que vai ofendê-lo. Mas como nos referimos a ele, muitas vezes em tom de raiva ou deboche.

    Eu não uso expressão alguma que contenha qualquer desses nomes que mencionei ou outros. Eu me sinto feliz por ter eliminado, há mais de 17 anos, esse tipo de linguajar da minha vida. Quando menciono qualquer desses nomes, faço-o porque estou ensinado meus filhos, ou ensinando na Igreja, ou orando, ou falando sobre coisas sagradas a um amigo.

    ResponderExcluir
  7. A Paz do Senhor Jesus Cristo,
    Acho interessante lembrar que, assim como os judeus, também usamos alguns termos para nos referirmos à ELE: Deus, Senhor, por exemplo. Estes não são os nomes DELE. Apesar que, Deus não se agrada quando utilizamos qualquer nome que faz referencia à ELE, em frases com teor pejorativo.
    Apenas para endossar em como Deus zela pelo SEU nome, tem um salmo que faz referencia à isso:
    Salmos 91:14-" Porquanto tão encarecidamente me amou, também eu o livrarei; pô-lo-ei em retiro alto, porque conheceu o meu nome."

    Particularmente gosto de dar enfase ao trecho final: "Porque conheceu o meu nome."

    ResponderExcluir
  8. Onde o Nome do Senhor é mais usado em vão, é no meio do Seu povo, principalmente ministros da Palavra por estarem cobertos de trevas (Efésios 4:18 Entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração), blasfemam ao profanar o santuário. Diz o Senhor para buscá-lo na Palavra, examinando no profundo para encontrá-lo verdadeiramente e então Ele se manifestará (João 14:21); não perder tempo indo em Templos, pois os falsos profetas e a igreja estão governados pelas trevas. Diz Ele que quando vier buscar Sua igreja, a maioria vai ficar cheia, pois estão brincando de crentes. Examine Filipenses 2:21; 1 João 1:9; Mateus 8:12; 22:29; João 5:39,40; Romanos 9:6,27; Hebreus 8:12; Tiago 2:26 Deus não tem compromisso com quem não tem compromisso com Ele. Jesus disse: "EU amo o pecador, não amo o pecado e o DESOBEDIENTE EU abomino" Assim diz o Senhor! Está tudo e muito mais em Sua Palavra e nunca lê-la e sim fazer o vestibular de Jesus Cristo, mergulhar de cara e com muita reverência do jeito que o Perfeito quer, caso contrário o Espírito Santo não encontra lugar para fazer Sua obra no instrumento. Já diz a Palavra que o reino do céu é tomado a força.

    ResponderExcluir
  9. Romanos 2:13 Porque os que ouvem a lei não são justos diante de Deus, mas os que praticam a lei hão de ser justificados. ACF
    Lucas 6:49 Mas o que houve e não pratica é semelhante ao homem que edificou uma casa sobre a terra, sem alicerces, na qual bateu com ímpeto a corrente, e logo caiu; e foi grande a ruína daquela casa.
    Lucas 8:21 Mas, respondendo ele, disse-lhes: Minha mãe e meus irmãos são aqueles que ouvem a palavra de Deus e a executam.
    Lc 11:28 Mas ele disse: Antes bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus e a guardam.
    Mateus 13:23 Mas o que foi semeado em boa terra é o que ouve e compreende a palavra; e dá fruto, e um produz cem, outro sessenta e outro trinta.
    Tiago 1:22 E sede cumpridores da palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos. (v.21-27 examinar).
    Um exemplo de bordão é esse versículo Rm 10:17 muito difundido por "pregadores" na mídia e de interpretação errôneo - carnal (2 Pedro 2:20,21).
    A paz do Senhor Jesus Cristo.

    ResponderExcluir
  10. entendi antes de conhecer a palavra tudo eu jurava no nome de Deus mas era ignorante da palavra ate que aprendi seja tua palavra sim sim nao nao oque passar disso e de procedencia maligna Deus e santo e o nome dele tambem

    ResponderExcluir
  11. Muito claro! Infelismente existem muitas pessoas brincando de ser crente. Mas Deus tambem fala que nao devemos julgar ninguem nao olhar para a esquerda nem para direita. Faca sua parte e ame o proximo

    ResponderExcluir
  12. João 7:24 Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça.Pv 21:3 Fazer justiça e JUÍZO é mais aceitável ao Senhor do que sacrifício. 1 Co 6; Zc 3:7; Rm 2:1; 13 Porque os que ouvem a lei não são justos diante de Deus, mas os que praticam a lei hão de ser justificados. 1 Pedro 4:11a Se alguém falar, fale segundo as palavras de Deus. 1 Tm 1:7 Querendo ser mestres da lei, e não entendendo nem o que dizem nem o que afirmam. Marcos 12:24 E jesus, respondendo, disse-lhes: Porventura não errais vós em razão dew não saberdes as Escrituras nem o poder de Deus? 27 Ora, Deus não é de mortos (separados de Deus), mas sim, é Deus de vivos. Por isso vos errais muito. Mc 7:6 E ele, respondendo, disse-lhes: bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito: Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim; 7 Em vão, porém, me honram, ensinando doutrinas que são mandamentos de homens. Salmos 105:15

    ResponderExcluir
  13. PORQUE O SENHOR MANDOU O SERVO DELE ADULTERAR EM OSÉIAS 3:1, SE UM DOS MANDAMENTOS É NÃO ADULTERARÁ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A passagem não é uma ordem de Deus para Oséias adulterar e sim para receber sua mulher que era adúltera. O profeta nada fez de errado e sim aceitou quem tinha errado. E isso em nada prejudica o mandamento de "não adulterar".

      Excluir
  14. Se encaixa nas exclamacoes tambem?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale para qualquer palavra que sai da sua boca.

      Vinicius

      Excluir
  15. Meu comentário será diferente de todos pelo seguinte argumento:

    Quando a lei diz em Êxodo 20:7 não tomarás o nome de Deus em vão, ou não usar o nome de Deus em vão refere-se não ao falar o nome dEle o tempo todo, proferir, verbalizar... Na verdade, trata em se fazer através do nome do Todo Poderoso de maneira falsa. Um exemplo disto seria você dizer que é Cristão, que é salvo, que anda segundo os conselhos de Cristo e na verdade suas atitudes, ações e práticas dizem totalmente o contrário. Você está usando o nome de Deus de forma errada, você não está honrando a Ele como Ele deve ser horando. Já ouviu alguém dizer... FALA QUE É CRENTE, MAS A LINGUA É DESTE TAMANHO... Isto significa uma vergonha para o nome de Deus! Pois Ele é Justiça. Não há sombra de variações na pessoa de Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo. Lá em Mateus 5:37 diz: SEJA PORÉM O VOSSO FALAR: SIM, SIM; NÃO, NÃO. PORQUÊ FORA DISTO, É PROCEDÊNCIA MALIGNA. Ou seja, se você diz que é cristão, honre-o como o tal, não queira ser meio Cristão e meio mundano. Pois você tem um nome a Zelar. O maior exemplo de quem não tomou o nome de Deus em Vão foi nosso Senhor Jesus Cristo. Ele foi o único que obedeceu a Deus em tudo, honrou o nome dEle de fato. 100% honroso. Nunca deixou-se envergonhar ou desronrar a Deus por atitudes erradas, Ele foi nosso único exemplo de obediência completa e honra verdadeira.

    Se você representasse por exemplo o Brasil na Europa, você iria se portar como um embaixador Brasileiro, mesmo estando em um país de nacionalidade diferente, com cultura diferente, com costumes diferentes e regras diferentes. E nem por isso você iria deixar seus compromissos, sua cultura, sua crenca, por estar em outro país. Visto que, você é um brasileiro, e deve honrar sua nacionalidade, pois o país inteiro está apostando em você!

    Seja crente de verdade não fique por aí dizendo que é cristão se ao mesmo tempo você não vive o que prega. Suas atitudes são vergonhosas diante de Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Admirável seus argumentos. Eu Concordo plenamente! É muito comum algumas pessoas interpretarem a Palavra de Deus a partir da superficialidade do seu próprio entendimento. E o pior, essa falta de amplitude de entendimento se reproduz largamente e acaba sendo tomada como verdade incontestável. Quantos textos bíblicos sofrem com a falta de entendimento "divinamente revelado"? Oro para que o Senhor desvende os olhos do Seu povo para viver a verdade do Evangelho. Viver! Não apenas falar! Sempre vemos cristãos que são rápidos para dizer como se deve viver, porém, quando vemos não conseguem praticar o que lêem nas escrituras. É tempo de viver a Palavra da Verdade!

      Excluir
    2. Admirável seus argumentos. Eu Concordo plenamente! É muito comum algumas pessoas interpretarem a Palavra de Deus a partir da superficialidade do seu próprio entendimento. E o pior, essa falta de amplitude de entendimento se reproduz largamente e acaba sendo tomada como verdade incontestável. Quantos textos bíblicos sofrem com a falta de entendimento "divinamente revelado"? Oro para que o Senhor desvende os olhos do Seu povo para viver a verdade do Evangelho. Viver! Não apenas falar! Sempre vemos cristãos que são rápidos para dizer como se deve viver, porém, quando vemos não conseguem praticar o que lêem nas escrituras. É tempo de viver a Palavra da Verdade!

      Excluir
  16. muito bom. Mais cuidado a cada dia.. esquecemos desse mandamento e falamos sem pensar...

    ResponderExcluir