segunda-feira, 24 de agosto de 2015

O "NÃO" SINCERO E O "SIM" SEM COMPROMISSO

Frequentemente é preciso pedir para um(a) frequentador(a) que ajude nas atividades desenvolvidas por sua igreja. Afinal, nenhuma igreja tem recursos para contratar toda mão de obra de que precisaria para desenvolver todas as suas atividades (cerimônias religiosas, escola bíblica, ação social, recreação, etc). Assim, a obra de Deus depende essencialmente do trabalho voluntário dos cristãos(ãs). 

Quando tal pedido de ajuda é feito, uma resposta comum é a pessoa consultada dizer que não tem tempo. Até gostaria, mas não tem condições para ajudar. 

Essa é uma resposta que desaponta - em princípio, parece-me que ninguém é tão ocupado a ponto de não ter tempo para fazer aquilo que Deus lhe pede.

Agora, há uma outra resposta que entendo ser ainda pior do que o "não": o "sim" sem compromisso. Isto é, a pessoa compromete-se a ajudar mas nada faz na prática. A pessoa disse "sim" apenas para não se sentir constrangida e ficar bem no "filme". 

Eu acho o "não" sincero menos prejudicial do que o "sim" sem compromisso pois o "não" me dá condições de saber a quantas ando. Quando a pessoa promete fazer algo e não cumpre, ela causa um estrago grande na obra de Deus. Isso porque sua falta de compromisso gera um "buraco" na escala de execução de atividades da igreja - outra pessoa precisará cobrir o(a) faltoso(a) e ficará sobrecarregada.

Naturalmente, o "sim" sem compromisso também prejudica o relacionamento da pessoa faltosa com Deus. E acredito que quem age assim não parou para pensar antes sobre as consequências da sua atitude. 

Imagina se Deus agisse com ela da mesma forma? Digamos que essa pessoa pediu a Deus ajuda num momento de dificuldade e Ele prometeu ajudar mas nada fez. Como essa pessoa iria se sentir? Provavelmente, revoltada e traída por Deus. 

E por que deveria ser diferente com Deus. Por que Ele não deveria se sentir indignado quando a pessoa promete ajudar na sua obra e nada faz?

Concluindo, se você assumir um compromisso qualquer com a obra de Deus, cumpra o que prometeu. Simples assim. 

Se não quiser fazer ou tiver qualquer dúvida quanto à sua possibilidade de fazer o que prometeu, diga não. É melhor fazer isso do que não cumprir a palavra dada.

Com carinho  

2 comentários:

  1. eu ajudo contanto que não tenha que fazer nada. eu já fiz mais. ando relapso com o tempo e com o trabalho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas sempre dá para melhorar. O primeiro passo é reconhecer a exist~encia do problema. Abs

      Excluir