quinta-feira, 26 de novembro de 2015

POBRE DIA DE AÇÃO DE GRAÇAS

Estamos comemorando o dia mundial de Ação de Graças. Essa é uma tradição nascida nos Estados Unidos e que acabou se espalhando por muitos países. No Brasil, ela fica restrita às igrejas ditas evangélicas - na minha igreja sempre temos uma importante comemoração.

Infelizmente, há uma grande transformação para pior na comemoração do dia de Ação de Graças. Nos Estados Unidos virou o dia de comer um farto almoço em família, que precisa incluir peru assado e depois ver programações especiais na televisão. Bebe-se muito também. E o dia seguinte, a chamada "sexta feira negra" ("black friday"), é quando o comércio faz grandes promoções, atraindo multidões de consumidores ávidos - essa moda está começando a pegar no Brasil também.

Comida e bebida em excesso, programação especial na televisão e grandes descontos para incentivar o consumo, a comemoração de Ação De Graças está cada vez mais se resumindo a isso. E onde fica a gratidão a Deus? As orações, os louvores e as leituras bíblicas? 
Esse era um dia dedicado a mostrar gratidão a Deus pelas inúmeras bênçãos recebidas ao longo do último ano, a começar pelo dom da vida, mas virou algo muito, mas muito diferente.

Aqui no Brasil, vivemos uma experiência parecida com o Natal, hoje totalmente desvirtuado. Originalmente, tratava-se de comemorar o nascimento de Jesus. A festa era para Ele e essa era a justificativa para enfeitar as casas e reunir a família - ler a Bíblia, cantar músicas especiais e encenar contos de Natal. E acabou virando a festa do comércio: todo mundo nas ruas para comprar presentes, depois uma ceia no dia 24, com muita comida e bebida, e a distribuição dos presentes. E nada de lembrar de Jesus, exceto no presépio.

Com a Páscoa aconteceu algo parecido: ao invés de meditarmos sobre o sacrifício de Jesus e sua ressurreição, virou o dia para comer chocolate. Quem dá as cartas é o "coelho" - no máximo, as pessoas assistem um filme velho sobre a vida e morte de Jesus na televisão.

O fato é que as datas religiosas importantes acabaram engolidas pelo comércio e pelo lazer. As práticas seculares desvirtuaram totalmente o significado do que deveria ser comemorado.

Neste ano, mesmo não sendo feriado no Brasil, lembre-se de dedicar, no Dia de Ação de Graças, uns bons minutos para agradecer a Deus as bençãos recebidas, juntando-se a milhões de pessoas que felizmente não perderam o sentido original da comemoração. 

Somos totalmente dependentes das bençãos de Deus - afinal, tudo que existe foi criado e é mantido em funcionamento pelo poder d´Ele. Simples assim.

E quando reconhecemos isso de forma sincera, deixamos de considerar a nós mesmos como o centro e a razão para tudo que existe. Aí encontramos um novo sentido para as nossas vidas, muito maior e mais profundo. 


Com carinho

Um comentário:

  1. Amém! Que sejamos sempre gratos a DEUS por sermos tudo que somos e termos tudo que temos... graças a SUA infinita GRAÇA e MISERICÓRDIA! bj

    ResponderExcluir