sábado, 20 de fevereiro de 2016

O PEDIDO DE TIAGO E JOÃO

Então Tiago e João, filhos de Zebedeu, se aproximaram d´Ele [Jesus] e falaram: 'Mestre, nós queremos que nos faça um favor'. 'O que vocês querem', perguntou Ele. 'Queremos nos sentar à sua direita e à sua esquerda, na sua glória'.           Marcos capítulo 10, versículos 35 a 37
Uma única vez no relato da Bíblia, Deus disse para um ser humano fazer o pedido que quisesse. Fez isso para Salomão, o jovem filho de Davi, num momento importante da história do povo de Israel: ele estava assumindo o trono do pai, sem qualquer experiência para liderar seu povo. Daí precisava de todo apoio que pudesse conseguir. 

Salomão pediu sabedoria para governar. E Deus agradou-se tanto dessa resposta que além de sabedoria deu-lhe também poder e riquezas (1 Reis capítulo 5, versículos 5 a 15). Foi como se Deus tivesse dado previamente a Salomão a sabedoria necessária para que o jovem pedisse a coisa certa.

Na passagem acima as circunstâncias foram diferentes. Os irmãos João e Tiago tiveram coragem de pedir a Jesus aquilo que talvez os demais discípulos gostariam de ter também pedido: ter glórias no Reino de Deus que estava por vir. Repare que João e Tiago, quando fizeram esse pedido, ainda não tinham entendido o Reino do qual Jesus falava referia-se a uma entidade espiritual e não terrena (com riquezas e glória humanas).

O raciocínio de Tiago e João parece ter sido o seguinte: "Deixamos tudo para trás para acompanhar Jesus e nada mais justo do que sermos recompensados à altura do nosso sacrifício e dedicação". A glória que viria seria para eles a justa retribuição. 
 
Idolatria humana
Essa passagem fala da questão da idolatria humana. Idolatria não é apenas adorar imagens mas sobretudo colocar alguma coisa à frente ou no lugar de Deus. E pode ser qualquer coisa, como família, poder, dinheiro ou o time de futebol. É substituir Deus por algo que o coração humano verdadeiramente deseja. 

Agora, a forma mais comum de idolatria hoje em dia é aproximar-se de Deus não Ele ser quem é mas pelo que pode dar. Dar a Deus uma adoração interesseira, pois Ele passa a ser um meio efetivo para que a pessoa possa obter aquilo que deseja.

É interessante perceber que as pessoas chegam ao cúmulo de pedir ajuda a Deus para poder adorar melhor seus ídolos. Por exemplo: "Deus, por favor, faça meu time ganhar esse campeonato". Fazer isso equivale ao caso de um marido que pede um favor para sua mulher e ela prontamente se coloca à disposição, perguntando o que ele deseja. E o marido responde: "preciso que você me ajude a encontrar uma nova esposa". Sem comentários.

É importante que você examine seu coração e veja se não está indo pelo mesmo caminho. Há duas questões que precisam ser bem verificadas:
  • Será que bem lá no fundo você não pensa que, por ter se tornado cristão(ã), merece ser atendido(a) por Deus?
  • Ou será que você se esforça na obra de Deus, faz mais sacrifícios do que todos(as) e fica esperando que Deus perceba sua dedicação superior e lhe dê recompensa especial?
É muito interessante analisar a resposta que Jesus deu para Tiago e João: "não quero que vocês me sirvam, eu vim para servir vocês  - essa é a natureza da minha missão". Jesus não veio para ter glórias e recompensas e sim para fazer o obra de Deus, para morrer por nós e nos prestar o serviço possível: o perdão dos nossos pecados.

Tiago e João eventualmente acabaram aprendendo o que significa ser cristão. Em Atos dos Apóstolos capítulo 12, versículo 1, a Bíblia conta que Tiago foi martirizado. E segundo a tradição cristã, João morreu exilado na ilha de Patmos, onde escreveu o livro do Apocalipse (capítulo 1, versículo 9). 

Mas certamente ambos estarão junto com Jesus, para toda a eternidade, no seu Reino que ainda está por vir.

Com carinho

Um comentário:

  1. A paz... achei interessante sobre a idolatria. O homem entra nessa quando coloca qualquer coisa a frente de Deus, vejo muito isso em relacionamentos, quando se coloca o companheiro(a) acima de tudo

    ResponderExcluir