quinta-feira, 3 de maio de 2012

ONTEM UM GADITA SE ENCONTROU COM JESUS


Carlão era uma pessoa especial - quando chegava num lugar, todo mundo percebia, por causa do vozeirão e da gargalhada, que saia aos arrancos, como em golfadas. Sua alegria era quase infantil, na sua intensidade e despojamento. 
 
Gostava muito do Carlão e até dediquei um post neste blog para ele (ver dia 15/12/10). Ali falei das pessoas que acabam virando “anexos” de outras e, a partir daí, nos chamávamos mutuamente de “anexo”, como brincadeira entre nós. 


Outra coisa que nos unia era ter um blog. Quando lancei o meu, ele querendo se cadastrar como meu seguidor, acabou, por engano, criando um blog para si mesmo, o que me contou às gargalhadas. E lá foi Carlão, blogueiro inesperado, escrever textos para honra e glória de Deus.
 
Carlão se converteu não muitos anos atrás. Mas sua conversão foi daquelas exemplares: verdadeira, intensa e profunda. E sua vida mudou – largou velhos hábitos, criou novos, mais saudáveis, e passou a ter um grande ardor pela missão de pregar o Evangelho de Jesus Cristo. Tanto assim que se inscreveu no curso de Missões da Igreja Metodista, que estava por concluir. 

 
Em determinado momento da sua trajetória espiritual, Carlão fez o “Encontro com Deus” que é uma espécie de retiro, onde as pessoas vão para ter uma experiência verdadeira com Jesus – quem faz o Encontro recebe o rótulo de “gadita”, como se fosse um rito de passagem.
 

 E com o Carlão, o evento teve efeitos duradouros. Tanto assim que passou a se apresentar e assinar tudo que escrevia como “Carlão, Gadita do Senhor Jesus” - por isto o blog dele chama-se “Confissões de um Gadita”.
 

Lembro-me bem dele no último Encontro promovido pela nossa igreja, onde ambos trabalhamos. Ele chefiou a cozinha, pois entendia muito desse assunto. Com um pano enrolado na cabeça, com a palavra “gadita” bem visível, Carlão “reinou” entre panelas e temperos durante dois dias, com muita alegria por estar servindo ao Senhor Jesus.
 

Carlão estava reconstruindo sua vida. Casou-se em Fevereiro passado com a Pri, outra grande amiga  e mudou-se para Santos, onde começou um novo negócio.
 

Mas, ontem, inesperadamente, esses sonhos foram bruscamente interrompidos, pois teve um infarto fulminante. E todos – a mãe, os dois filhos, a Pri, o restante da família, os muitos amigos, nossa comunidade metodista e seu blog – ficamos para sempre órfãos da sua alegria e presença.


Hoje, quando for ajudar a enterrar o Carlão, vou com a certeza que ele já está junto a Deus. Afinal, o “querido Espírito Santo”, como o Carlão se referia ao Deus que habita em nós, transformou aquela vida totalmente. E, como a fé que salva é aquela que gera frutos (mudanças de vida), Carlão certamente está agora desfilando sua gargalhada perto de Jesus. Mas nosso mundo ficou menor e mais triste para sempre. 
 

Com carinho e muita saudade do Carlão, “Gadita do Senhor Jesus”,
Vinicius       

Um comentário:

  1. Esse era mesmo o "nosso" Carlão!!!
    Bjs., Nancy

    ResponderExcluir